Tecnologia de construção a seco representa o futuro sustentável

Painel do 3° Congresso Latino-Americano de Steel Frame destaca tendências da construção civil

Além de agilidade na execução da obra, a construção a seco traz um importante benefício para o mercado da construção civil: a sustentabilidade de recursos. Por sua característica, o método construtivo não utiliza água e é capaz de reduzir em 70% o uso de cimento na fundação. Desta forma, a tecnologia encontra-se alinhada com as questões ambientais contemporâneas, um dos temas que será abordado no 3° Congresso Latino-Americano de Steel Frame.

No painel “Sistemas construtivos, tecnologias e tendências da construção civil”, o diretor da BKO engenharia, Fábio Luis Garbossa, palestrará sobre a engenharia em sintonia com o futuro.

– Estar em harmonia com o que há por vir é acompanhar e se adaptar às mudanças que estão acontecendo no mundo. É observar as tendências e comportamentos da sociedade através dos seus usos, costumes e necessidades, principalmente com relação ao desenvolvimento tecnológico e inovações – adianta Garbossa.

A BKO foi responsável por entregar, em 2016, o primeiro edifício residencial no Brasil com fachada em steel frame, o BK 30 Alto da Boa Vista, em São Paulo (SP). O sucesso do projeto rendeu o Prêmio PINI 2017 – Melhores obras com foco em sustentabilidade e inovação. A empresa já trabalha em outro empreendimento semelhante, também na capital paulista.

O 3° Congresso Latino-Americano de Steel Frame ocorre nos dias 20 e 21 de junho, no Maksoud Plaza, em São Paulo (SP). Inscrições e informações sobre o evento podem ser obtidas no site (congressosteelframe.com.br).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *