Brasil integra grupo de países que passam a investir em tecnologia no setor da construção

Diretor de empresa responsável por empreendimento no país palestrará no 3° Congresso Latino-Americano de Steel Frame

A aproximação da chamada quarta revolução industrial digital começa a refletir no setor da construção civil, que se vê obrigado a responder e se adaptar a estas novas tendências. O Brasil, ao lado de países como Reino Unido e Chile, está investindo soluções, como a implantação do Parque de Inovação e Sustentabilidade para o Ambiente Construído (PISAC), em Brasília. O diretor internacional da Building Research Establishment (BRE) UK, empresa responsável pelo projeto, Orivaldo Barros, compartilhará a experiência com os participantes do 3° Congresso Latino-Americano de Steel Frame.

O empreendimento, de acordo com Barros, é uma plataforma para que o setor da construção e indústrias associadas possam desenvolver, testar, monitorar e validar tecnologias e soluções construtivas, inovadoras e sustentáveis.

– O PISAC responderá às demandas de todos os setores da indústria incluindo steel frame, madeira, concreto, entre outros. No parque, métodos construtivos tradicionais, volumétrico, painelizados e modulares serão testados e monitorados. Isto permitirá avançar em projetos em steel frame além de disseminar as suas vantagens e benefícios – explica o palestrante do 3° Congresso Latino-Americano de Steel Frame.

O Building Research Establishment (BRE) é um centro de ciência da construção no Reino Unido. É um antigo laboratório nacional do governo do Reino Unido que foi privatizado em 1997. Fornece pesquisa, aconselhamento, treinamento, testes, certificação e padrões para organizações do setor público e privado no Reino Unido e no exterior. A sede fica localizada em Watford, na Inglaterra.

A palestra, que será realizada no segundo dia do evento, na quinta-feira (21/06), integra o painel sobre mercado, inovação e tecnologia. Já a sua apresentação é voltada ao apoio à cadeia produtiva da construção industrializada e como alcançar objetivos estratégicos.

– Em todo o mundo observo o grande desafio de se criar um ambiente construído mais sustentável. A indústria da construção historicamente é reconhecida pela falta de inovação e atraso na adoção de novas tecnologias e baixa produtividade. Países como o Reino Unido e o Chile vêm implementando políticas para fomentar e acelerar estas mudanças. Sem dúvidas, a construção industrializada, inclusindo steel frame, pode oferecer soluções sustentáveis, de baixo custo, com inovação, rapidez e segurança – afirma Barros.
O 3° Congresso Latino-Americano de Steel Frame ocorre nos dias 20 e 21 de junho, no Maksoud Plaza, em São Paulo (SP). Inscrições e informações sobre o evento podem ser obtidas no site (congressosteelframe.com.br).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *